Museu de Arte Sacra de São Paulo lança novos recursos educativos

Em parceria com editora internacional, setor educativo do MAS-SP apresenta um pacote de atividades para incentivar a interação das crianças e jovens que visitam o Museu

Já estão disponíveis os novos recursos educativos do Museu de Arte Sacra de São Paulo em parceria com a editora educativa internacional Twinkl. Criados com o objetivo de contribuir para a autonomia da experiência dos visitantes infanto-juvenis, o pacote inclui cinco atividades relacionadas ao acervo do Museu.

Entre as atividades estão duas de Caça ao Tesouro que trazem imagens de detalhes de objetos artísticos a serem encontrados pelos visitantes. Assim, eles irão conhecer obras de artistas como Aleijadinho, Victor Brecheret e Benedito Calixto, além de muitas outras.

Para as crianças há ainda uma atividade de perguntas e respostas que contextualizam as peças do acervo. Para os jovens, folhas especiais onde eles podem anotar as principais informações sobre cada obra e tudo o que aprenderam durante o passeio pelo Museu. Por fim, uma atividade para colorir que pode ser feita em casa ou na escola, usando diferentes materiais, conforme a criatividade e as habilidades de cada um.

Além disso, foi criada uma mascote exclusiva para o Museu de Arte Sacra de São Paulo: dois anjos de uma asa só que voam juntos, simbolizando o poder da colaboração. A mascote foi inspirada na frase do escritor italiano Luciano de Crescenzo “Somos todos anjos de uma asa só, e só podemos voar quando abraçados uns aos outros”.

Os recursos estão disponíveis para download gratuito neste link, e podem ser baixados por qualquer pessoa interessada.

Twinkl

 
Download

Jornadas na cidade: São Paulo na época da independência

Em 2022 comemoramos a efeméride dos 200 anos da independência brasileira, e esse foi o tema norteador para a confecção do material que agora apresentamos aos profissionais de turismo, de educação e ao público do Museu de Arte Sacra de São Paulo.
Ele trata dos principais aspectos sociopolíticos e econômicos da cidade de São Paulo, nos idos de 1800, ao focar principalmente o pós-independência e as novidades que o período trouxe à cidade. Conta, ainda, com indicações de equipamentos culturais que podem ser visitados para conhecer melhor tais temas.

 
Download

MODERNISMOS EM DIÁLOGO: CADERNO PARA PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO

Este Caderno foi desenvolvido pelo Núcleo de Ação Educativa do Museu de Arte Sacra de São Paulo. O objetivo é oferecer mais um instrumento de consulta aos profissionais da educação para as discussões acerca do modernismo e suas temáticas transversais, que tensionaram a produção de Arte Sacra, e se intensificaram com as comemorações do centenário da Semana de Arte Moderna de 1922.

 


TURISMO E DIVERSIDADE RELIGIOSA NO BOM RETIRO

O bairro do Bom Retiro já foi cenário de diversas ondas migratórias e sediou alguns dos mais importantes prédios públicos da cidade de São Paulo. Nesta publicação você vai encontrar alguns dos principais equipamentos culturais e religiosos do bairro, edifícios que ajudam a contar a história desse território e que também levantam um tema fundamental na atualidade: a diversidade e a tolerância religiosa.

Território Vivo

Será que uma cidade pensada na escala humana e não apenas no traço do arquiteto ou na caneta dos administradores, é possível? Qual o papel do museu na sociedade em que vivemos? De que forma podemos estreitar as barreiras entre o Museu e o território?

Convidamos todos a conhecer um pouco mais sobre o território Luz/Bom Retiro a partir do olhar daqueles que o habitam. O Educativo, por meio de um projeto de história oral, procurou conhecer um pouco mais sobre os diferentes agentes que circulam por essa região central da cidade de São Paulo, onde o Museu está instalado.

Território Vivo

Clique aqui para acessar os depoimentos coletados.


Mapa para desenhar pelo Museu

Como você costuma lembrar dos lugares que visitou? Suas lembranças são registradas em fotografias ou fazendo check-in em redes sociais? Que tal conhecer o Museu de Arte Sacra de uma forma diferente?

O Mapa para desenhar pelo Museu é um convite para percorrer o espaço de uma forma diferente a partir de riscos e rabiscos. Propomos trilhar nosso espaço a partir de alguns percursos de desenhos que se dedicam a observar aspectos da figura humana, arquitetura/paisagem, natureza e moda.

Mapa, lápis e papel na mão? Agora é só escolher por onde começar.

Quem quiser pode compartilhar seus desenhos com a gente pelas redes sociais do @MuseuArteSacra. É só lembrar de usar a hashtag #desenhanca .

Explore o Museu de Arte Sacra – Profissionais de Turismo

Imagine um lugar no centro de São Paulo que reúne um dos edifícios mais antigos da cidade, o último exemplar de chácara conventual da cidade e um acervo com diferentes tipologias.

Este espaço é o Museu de Arte Sacra! É possível elaborar diferentes roteiros para explorá-lo 😉

Pensando nisso, criamos a publicação “Explore o Museu de Arte Sacra: profissionais de Turismo” para sistematizar e ampliar as informações discutidas no Encontro para Profissionais de Turismo. Nele reunimos tudo o que você precisa para nos visitar por aqui.

Também sugerimos espaços culturais na cidade que dialogam conosco e centros de compra, cafés e restaurantes na região do Bom Retiro.

Assim, vale a pena estender o passeio para outros pontos de interesse e, entre uma atração e outra, fazer uma pausa para repor as energias.

 

O Núcleo Educativo do Museu de Arte Sacra de São Paulo produz uma série de materiais educativos a fim de que os diferentes públicos visitantes possam ter uma experiência prazerosa, lúdica e reflexiva com o acervo e o edifício do Mosteiro da Luz, local em que está instalado.

 Que tal explorar um pouco mais nosso Museu?

Explore o Museu de Arte Sacra – Professores

A publicação Explore o Museu de Arte Sacra Professores apresenta o acervo do museu a partir de sete temas macro: escultura, pintura, mobiliário, numismática, presépios, Mosteiro da Luz e Museu de Arte Sacra.

O objetivo dessa publicação é fornecer subsídios para a prática pedagógica do professor bem como para a organização da visita com grupos escolares ao Museu.

Os textos são escritos de forma a introduzir o leitor ao universo de questões que podem ser abordadas com os educandos a partir da observação do acervo de maneira interdisciplinar.

Para aqueles que quiserem se aprofundar sobre os assuntos tratados há a indicação de referências bibliográficas.
Por fim, há sempre uma proposta de atividade para compartilhar com os alunos. As propostas podem ser aplicadas antes, depois ou até mesmo durante a visita ao Museu.

Boa descoberta!


Compartilhar