RECOMENDAÇÕES PARA CONSERVAR IMAGENS/OBRAS DE ARTE

– Definir um local específico e apropriado para a obra, evitando manusear, movimentar e/ou transportar frequente e desnecessariamente.

– Atenção ao tipo de suporte adequado para cada obra, levando-se em consideração material, peso, tamanho, fragilidade etc. A obra deve estar bem estabilizada e bem fixada ao suporte, no entanto, deve ser facilitado seu acesso e remoção.

– O local apropriado para uma obra de arte deve ser bem limpo, sem incidência direta de luz solar e de fontes de umidade, além da temperatura, que deve ser agradável e controlada.

– Reduzir também a iluminação artificial, já que há lâmpadas prejudiciais às obras. As frias são sempre recomendáveis, mas vale consultar um especialista para indicar o melhor tipo para cada caso.

– Evitar o acúmulo de poeira na obra. Deve-se utilizar APENAS trincha seca e de pelo macio ou espanador seco. Para mobiliário pode-se utilizar flanela branca e seca. JAMAIS utilize pano úmido, água, sabão, álcool, esponja, produtos de limpeza ou qualquer outro produto que possa afetar a integridade da obra de alguma maneira.

– Se, ao fazer a higienização a seco, alguma parte da obra ou da camada pictórica se desprender, suspender imediatamente a limpeza.

– Ao menor sinal de alteração nas características da peça, contate um conservador restaurador, só ele está capacitado a fazer um diagnóstico preciso e propor intervenção adequada.

LEMBRE-SE: BOA INTENÇÃO NÃO É SUFICIENTE PARA DAR UM “JEITINHO” EM OBRAS DE ARTE. RESTAURO É UMA CIÊNCIA E COMO TAL, REQUER PESQUISA E CONHECIMENTO ESPECÍFICO!

Flávia Andrea Siqueira Dias
Conservadora Restauradora

Compartilhar