Newsletter

X

MAS SÃO PAULO

Secretaria da Cultura

O Museu
de Arte Sacra

Cálice Custódia, prata, século XVII.

chácara conventual

A Chácara Conventual do Mosteiro da Luz


Quando fundado no século XVIII, o Mosteiro da Luz, além de paróquia, também foi utilizado como cemitério. A parte interna era reservada às monjas concepcionistas que residiam no recolhimento. 

É possível também que a área externa ao edifício do Mosteiro tenha sido usada como cemitério para paroquianos, uma vez que este era um costume da época, e até a década de 1850 não havia cemitérios públicos em São Paulo.

A ocupação da área onde hoje está o Mosteiro da Luz é, segundo registros históricos, anterior ao século XVI, pois há relatórios deste período que indicam a presença de comunidades indígenas na área. O fato de ser um local próximo ao rio, que garantia a pesca e ser uma região de rica fauna são outros indícios da probabilidade desta ocupação.

Um desabamento do muro que cerca a propriedade revelou que pode haver um depósito com amplas possibilidades arqueológicas. 

Embora ainda não tenha sido possível realizar estudos aprofundados, é possível que escavações neste local revelem maiores evidências sobre o passado do local.



MUSEU DE ARTE SACRA DE SÃO PAULO
Lqdi