Sobre a obra
“Apesar de a ideia trinitária estar presente na Igreja, mesmo que de forma não clara desde a Era Apostólica, afinal foi declarada pelo próprio Cristo quando determinou que seus discípulos saíssem pelo mundo e batizassem todos em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, o conceito de um Deus Uno e Trino demandou intensos debates durante mais de três séculos para ser, oficialmente, declarado.
Após essa longa maturação, tal proclamação se deu após o Concílio de Niceia, convocado pelo próprio Imperador Constantino, em 325 A.D., por mais de trezentos bispos que ali representavam toda a cristandade.
Abria-se, de certa maneira, a partir daquele momento, inclusive a possibilidade de se representar, por meio de imagens, a Santíssima Trindade, conforme nos mostrará Christiane Meier nesta instigante obra que, seguramente, vai se tornar uma referência no assunto.”

Iconografia da Santíssima Trindade: uma historiografia imagética


A autora
Christiane Meier é mestre em Ciências Humanas pela Universidade Santo Amaro (UNISA/SP), pós-graduada em História da Arte pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP/SP), bacharel em Tradução pela Johannes Gutenberg Universität, Mainz/Alemanha.
Membro-integrante e pesquisadora do Centro de Estudos Imagéticos CONDES-FOTÓS, dedicado à pesquisa da imagem, em especial à questão iconofotológica, tendo escrito diversos artigos publicados em revistas acadêmicas do país a respeito da questão imagética.


Data: 31 de agosto de 2019 (sábado)
Horário: 14h
Atividade gratuita
Não é necessário fazer inscrição.
Informações: (11) 5627.5393 – mfatima@museuartesacra.org.br
Local: Museu de Arte Sacra de São Paulo
Endereço: Avenida Tiradentes, 676, Luz. Metro Tiradentes.
Estacionamento gratuito (ou alternativa de acesso): Rua Jorge Miranda, 43
Estacionamento sujeito à lotação

Compartilhar