Objetivo geral
O encontro apresentará um panorama histórico-social do que foi o século XIX e como o fortalecimento da burguesia interferiu na produção artística, mais especificamente na literatura. O realismo surgiu no Brasil por meio das penas de Machado de Assis e se concretizou na obra Memórias Póstumas de Brás Cubas. Tal romance nos dá a real dimensão do papel da mulher burguesa na sociedade oitocentista e apresenta a dissimulação como uma arma feminina na resistência à uma sociedade patriarcal.

Alguns excertos do texto literário serão abordados e servirão para a construção do pensamento e consequente debate sobre a questão do feminino na sociedade brasileira do século XIX e sobre a maestria com que nos é apresentada por meio do olhar Machadiano.


Objetivos Específicos
– Literatura do século XIX
– Realismo de Machado de Assis
– Panorama Histórico-social do século XIX
– O papel da mulher na sociedade oitocentista


Docente
Gisele Montoza Felicio, Mestre em Letras pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM). Bacharel em Letras/Tradução pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM). Licenciada em História pelo Centro Universitário Assunção (UNIFAI). Foi professora de Portuguese Language I na Kennesaw State University, nos Estados Unidos. Foi professora de História da rede pública e privada de ensino (Colégio Salete, Colégio Módulo) em São Paulo e atualmente é palestrante, pesquisadora independente e presta voluntariado no Museu de Arte Sacra (MAS).


Data: 14 de março de 2020 (sábado)
Horário: 14h
Atividade gratuita
Não é necessário fazer inscrição, por ordem de chegada, capacidade da sala 70 lugares
Informações: (11) 5627 5393 – mfatima@museuartesacra.org.br
Local: Museu de Arte Sacra de São Paulo
Endereço: Avenida Tiradentes, 676, Luz. Metro Tiradentes.
Estacionamento gratuito (ou alternativa de acesso): Rua Jorge Miranda, 43 – Estacionamento sujeito à lotação.

Ao final da palestra será oferecido o certificado de participação.

 

Compartilhar